Uma fonte
com história

"Os Romanos são os responsáveis pela
descoberta da fonte de Água das Pedras."

A descoberta do local das Pedras Salgadas remonta ao Império Romano. As ruínas de habitações romanas e pré-romanas e a tradição de curas milagrosas feitas no século XI fazem crer que as águas tenham sido utilizadas em épocas muito remotas. No entanto, é na Idade Média que surgem os primeiros indícios de consumo da água por parte da população local, que, durante a jornada no campo, bebia diretamente das fontes naturais.

"Na Idade Média, os locais começaram a consumir a água das fontes, que até então era usada em curas termais."

No entanto, é na Idade Média que surgem os primeiros indícios de consumo da água por parte da população local, que, durante a jornada no campo, bebia diretamente das fontes naturais.

"Em 1871 o médico Júlio Rodrigues reconhce as qualidades da água de pedras salgadas. Dois anos depois, ganhava o primeiro prémio mundial."

Em 1871, o reconhecido médico transmontano Júlio Rodrigues proclama a excelência das qualidades das águas termais de Pedras Salgadas e dois anos mais tarde, já em 1873, chega a consagração mundial. Uma amostra de água marca presença na Exposição Internacional de Viena de Áustria e é galardoada com um prémio.

A companhia águas de pedras salgadas é criada em 1874.

Quando se começam a criar infraestruturas para o seu engarrafamento e distribuição em 1893, já Água das Pedras era largamente reconhecida e premiada em diversas exposições internacionais.

A companhia água de pedras salgadas nasce em 1874. Põem-se mãos à obra e criam-se as infra-estruturas para em 1879 a água ser engarrafada e distribuída.